Como montar um planejamento estratégico em tempos de crise

Em um cenário de incertezas como o que foi criado por conta da pandemia do Covid-19 (Sars-CoV-2), é comum que os empreendedores se sintam impactados e perdidos.

Para reduzir a disseminação do novo vírus, a Organização Mundial da Saúde, juntamente com o Ministério da Saúde estabeleceram uma série de planejamentos e recomendações, além de muitos decretos temporários também serem lançados na legislação para as empresas.

Nessa situação, a melhor alternativa para as empresas é se adaptarem a essa nova realidade.

Mesmo em meio a crise, é possível continuar se destacando e se desenvolvendo no mercado.

Para isso, é importante ter um bom planejamento estratégico e estar sempre atualizado sobre todas as informações.

E pensando nisso, nós elaboramos este conteúdo para te auxiliar a elaborar um planejamento estratégico eficiente e enfrentar a pandemia de forma preparado e com mais precisão! Quer saber mais sobre tudo isso? Então continue nos acompanhando!

1. Desenvolva produtos que podem ser comercializados sem o contato físico

A primeira mudança que precisa ser desenvolvida em um planejamento estratégico, são novas formas de manter o faturamento.

Em meio ao isolamento total das regiões do Brasil, os empreendimentos cada vez mais aderindo aos novos avanços tecnológicos para conseguir vender seus produtos e prestar seus serviços.

E um desses meios é a implementação de novos produtos que podem ser entregues ao público, sem a necessidade de contato-físico.

Um exemplo de empresas que realizaram essa mudança em seus planejamentos estratégicos foram as companhias de comércio que optaram por fabricar e vender álcool em gel, por exemplo.

Por isso, se sua empresa fabrica produtos mais específicos, como uniforme nr10, analise se há como implementar outros itens que envolvam a segurança, com o intuito de reduzir todos os impactos em seu faturamento.

2. Fique atento aos seus números e planeje negociações

Entendemos que o alastramento da novo vírus ocorreu em um curto período de tempo e, por conta disso, muitas empresas que fecharam contratos de longo prazo acabam sofrendo por diversos prejuízos.

Uma indústria que fabrica molde de injeção plástico, por exemplo, e que negociou com seus fornecedores de matéria-prima antes da crise, por exemplo, pode acabar reduzindo o seu faturamento e, consequentemente, se endividando.

E se você também se encontra nesta situação, outro item para analisar em seu planejamento estratégico é a possibilidade de renegociar dívidas e estabelecer um prazo para pagamento.

3. Conecte-se com o seu cliente por meio de conteúdo

Por fim, não se esqueça de também incluir em seu planejamento estratégico a implementação e desenvolvimento de conteúdos de valor e que sejam atualizados para o seu público.

Por meio desses conteúdos, é possível manter um contato mais direto com seus potenciais clientes e consumidores, além de também mantê-los a par da situação e do posicionamento da empresa diante da pandemia.

Além disso, se você tem uma empresa de tratamento de água, por exemplo, a implementação de novos conteúdos também pode servir para divulgar os seus serviços e atrair novos clientes!

Agora que você já sabe quais os itens essenciais de um planejamento estratégico eficiente, o que acha de começar agora mesmo a planejar e obter sucesso em suas estratégias?

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar.

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.